Pedra do Baú/Ana Chata – Curso de Gelo (Parte II)

O mesmo grupo se reuniu no Complexo do Baú nos dias 30JUN e 01JUL para realizar as aulas sobres as técnicas de auto-resgate e resgate em greta.
O ponto de encontro foi na “Mansão Corneto” às 0900h de onde partimos para o Complexo, logo após tomarmos um café reforçado é claro, para passamos o dia fazendo treinamento de alto-resgate e resgate em greta na pedra Ana Chata. O dia estava excelente, ótima temperatura e sem previsão de chuva. Foi um dia de muito aprendizado, o Sergio e o Corneto nos passaram de forma muito fácil os procedimentos.

No final do dia retornamos à Mansão Corneto para descansar e preparar o jantar. Corneto, Mateus e eu fomos ao centro de Campos do Jordão para comprarmos o material do jantar – Linguiçada do Corneto.  Sérgio, Naiche, Felipe e Gustavo permaneceram em casa.


Enquanto o jantar era preparado, imaginem o que acontecia com as cervejas e o vinho que estavam a nossa disposição? Durante as compras no supermercado, estávamos tão preocupados com a cerveja e os ingredientes da linguiçada que esquecemos os refrigerantes, quase apanhamos por isso, o que nos salvou foram os limões que estavam dando sopa em casa. Durante o jantar pudemos contar com as presenças da Carla, Filhote, Raquel (namorada do Filhote) e Zoe (a cachorra da Carla).

Após brindarmos e detonarmos toda comida permanecemos por mais algum tempo papeando. Após algum tempo fomos dormir para restaurar as forças para o próximo dia treinamento.

Fomos novamente ao Complexo do Baú e dessa vez realizamos treinamentos no Col do Baú até o meio dia mais ou menos e depois fomos relaxar com algumas escaladas. O Felipe guiou o Gustavo e eu na Normal, enquanto o Mateus e o Naiche escalaram a via Galba Athayde. O dia estava novamente espetacular, bastante claro e sem calor. Valeu Felipe e Gustavo pela companhia na subida da Normal, a vista que temos do Baú é demais.

À tarde começamos a correr contra a chegada da noite para tentarmos pegar a BR antes que escuridão chegasse. Saímos todos a uma, deixando um pouco de trabalho na pia para a Dona Giane, por causa de um pequeno problema no abastecimento de água. Teve gente dando graças a Deus por não tomar banho.

Uma percepção que tive e confirmada com outros do grupo foi a integração de todos do grupo desde a Serra Fina, inclusive entre instrutores e alunos. Nota 10.

Corneto obrigado pelo tratamento VIP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright | Clube Alpino Paulista

Acima ↑