Domingos Giobbi

por Clube Alpino Paulista

Hoje, 23 de abril de 2015, o fundador do Clube Alpino Paulista, o grande alpinista, conquistador de vários cumes e líder de expedições de reconhecimento, mapeamento e exploração de regiões andinas, o incentivador incansável e formador de um sem número de gerações de novos montanhistas, Domingos Giobbi completaria 90 anos.

Uma data a ser lembrada por todos nós alpinistas-montanhistas, capistas ou não, amantes da natureza e das artes, sem quaisquer distinções, sem exclusões. Giobbi fez amigos por onde passou e soube como ninguém relacionar o amor às montanhas, às artes, aos quadros, às pequenas esculturas barrocas, à música popular brasileira e ao jazz… Era um homem de outro tempo, um renascentista; raro cidadão sem fronteiras, relacionava ética e estética como poucos.

Ele foi um homem de múltiplos valores e qualidades. Era um esportista, amante do belo, da natureza e das boas relações entre pessoas. Elegante no vestir, no falar, no cativar corações e mentes para as tantas atividades que tão bem exercia.

Em especial, no CAP, na casa que fundou e foi seu Presidente por toda a vida – quer seja na condição de eleito ou na condição de líder honorário permanente -, ele foi mentor, instrutor, guia, amigo, parceiro.

Tendo iniciado a vida nas montanhas desde muito jovem, ao longo de mais de setenta anos observou a evolução do esporte sempre com olhos e mãos de quem quer acompanhar e entender. E, mesmo quando já não mais podia praticar o alpinismo, porque a idade já pesava, sempre às quartas-feiras dava um jeito de estar nos encontros e reuniões e sempre tinha algo a dizer e contribuir. E como aproveitávamos suas ideias e ensinamentos e riamos de suas piadas e cantávamos suas canções…

Quem viu e ouviu as suas aulas inaugurais nos antigos CBMs haverá de ser recordar com que carinho ele falava da beleza das montanhas e da aventura de escalá-las. Era um prazer ver aquele senhor sorridente contar as suas histórias vividas; aquelas histórias ensinavam o gosto bom de viver delícias e belezas. Eram histórias que transmitiam amor.

Muito mais que técnica, Giobbi nos ensinava uma filosofia: da paixão pelos gelos e paredes e trilhas, ele nos inspirou ao respeito, à coragem, à ousadia do novo e do diferente, elementos fundantes de um esporte que com ele aprendemos a não só praticar, mas a viver.

Giobbi se foi em novembro de 2013. Em todos nós, a sua perda causou muita dor. Contudo, lembramos que a sua vida foi plena. Por isso, ao invés de só lamentarmos a perda do líder e amigo, hoje, no dia de seu aniversário, lembramos da vida plena que viveu, dos tantos feitos realizados, de seu legado, e, de modo especial, de sua maior obra, o Clube Alpino Paulista.

O CAP hoje confirma a herança deixada por um homem que sonhou e realizou um projeto. Seguir formando pessoas para amar e viver a montanha é seguir a realizar esse projeto. Nós, os capistas, hoje comemoramos a continuidade da obra de Domingos Giobbi.

Giobbi, muito obrigado por nos ter deixado o CAP como um presente.

Retribuímos cuidando desse presente, dando sequência à sua existência e preservando na atual prática do montanhismo os teus ensinamentos. Este é o nosso presente para você.

Viva Giobbi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright | Clube Alpino Paulista

Acima ↑